O fim da era HTTP

11 ago 2017 Lead Force

Esse ano já começou com o fim da era HTTP, o Google Chrome  começou a emitir alertas informando que você está navegando em um site que não é recomendável que sejam inseridas senhas ou dados bancários.

Esta é uma parte da visão mais ampla que o Google visa favorecer os sites que já utilizam a criptografia HTTPS. No ano passado o Google já estava trabalhando para oferecer melhores posições na busca orgânica para sites que já utilizam o HTTPS em suas URL’s.

E o que muda?

Agora é que além dessa diferença entre as URLS existente na hora que se é feito uma busca, é de que o Google Chrome irá também alertar os usuários para que saiam deste site ou que naveguem por sua conta e risco.

Esta medida é para que todos os sites adotem o HTTPs o quanto antes, visando assim preservar, melhorar a privacidade e a segurança na web. O Chrome quer aproveitar da influência que tem por ser o browser mais usado e assim fazer com que esta proposta seja aceita o mais rápido.

Sendo assim, a partir da versão 56 do Chrome, o navegador passará a exibir um alerta de “inseguro” em sites que não protegem senhas ou informações dos cartões.

 

 

A grande importância?

Segundo Emyli Schechter (equipe de segurança do Chrome) “ atualmente, o Chrome indica conexões HTTP com um indicador neutro. Isso não reflete a verdadeira falta de segurança em conexões HTTP”.

A grande importância de priorizar o HTTPS sobre o HTTP é enorme. Sempre que os dados não estão protegidos pelo HTTPS (indicado pelo cadeado verde na barra de URLS), eles estão vulneráveis para que alguém na rede pode ver o que você está acessando ou alterar o site antes que ele retorne.

Por exemplo quando você digita “facebook.com”, você pode acabar caindo em um site falso parecido com o facebook, mas só que ele pode ter sido criado para roubar sua senha.


Lead Force

A Lead Force é uma empresa de Marketing Digital especializada em Performance com foco em: Captação, Gestão e Conversão de Leads.

       

Receba o nosso conteúdo