Evite esses erros em seu email marketing

30 nov 2021 Lead Force

O e-mail marketing ainda é um dos principais canais de comunicação no marketing digital, mesmo com muitos já decretando seu fim algumas vezes. Isso não significa que a mídia não mudou com o passar do tempo, criando outros objetivos e outras formas de comunicação. 

Devido a essa mudança, é preciso entender melhor o que fazer durante uma campanha de e-mail marketing. Para ajudar sua concessionária neste trabalho, listamos sete erros que precisam ser evitados caso você deseje bons resultados. Veja a seguir:

Sete erros que precisam ser evitados em e-mail marketing

Existem mais que sete erros, é claro, mas se você cuidar e eliminar esses cinco primeiros, certamente seus resultados serão melhores. Eles foram selecionados por serem os mais comuns que encontramos:

1- Segmentação equivocada ou ausente

Você não quer enviar e-mail marketing para quem não quer receber

Esse é o primeiro mandamento do e-mail marketing moderno. Acabou há muito o tempo das listas de mailing que você enviava sem pudor para qualquer um, e quem quiser que clique. Não, o objetivo agora é enviar conteúdo para quem quer receber, quem tem chance de se encantar com seu material.

Para evitar esse problema, você precisa trabalhar com segmentação. Dividir seu público de acordo com seus interesses, separando em listas com critérios específicos. Isso vai garantir que seu público receba apenas material que possa interessá-lo. Veja alguns critérios importantes de segmentação:

  • Idade
  • Sexo
  • Localização
  • Histórico
  • Visualização de páginas

Com o tempo, você vai poder aperfeiçoar sua segmentação e usar até mesmo fluxos de automação, para garantir uma nutrição de qualidade de seus leads.

2- O uso correto do e-mail de boas vindas

O envio do e-mail de boas vindas é fundamental para o cliente conhecer sua concessionária. Nele você vai se apresentar, divulgar informações e explicar seus envios e o que mais o usuário precise saber. Apesar de não parecer importante, o mercado acostumou os consumidores assim, então é preciso seguir a tradição. Basta um envio básico de apresentação e boas vindas.

Veja também

E-mail após conversão em formulários: como criar um?

3- Use corretamente as call to action

Todo e-mail marketing precisa ter uma call to action clara

Ou seja, um botão ou link de fácil visualização e acesso, que o usuário consiga detectar e clicar sem dificuldades. Encher seu e-mail de botões, links e chamadas vai só diminuir suas chances de converter essa oportunidade.

Quer dizer que você só pode ter uma chamada e um botão? Não, você pode ter o número que quiser. Mas precisa primeiro pensar qual é o objetivo do e-mail, e deixar essa call to action clara desde o início. Outras opções serão secundárias, para leituras mais detalhadas. Muitas vezes, menos é mais. Tenha um objetivo claro, e uma linha de ação clara.

4- Lembre-se sempre de templates responsivos

Seus e-mail marketing precisam ser sempre capazes de serem lidos tanto no computador de mesa quanto em dispositivos móveis. Como cada vez mais as pessoas usam mais a internet em celulares, é preciso estar pronto para as duas visualizações. Templates responsivos são a melhor opção.

Sempre verifique seus e-mails enviados, para perceber caso haja alguma distorção em relação a um tipo de mensagem. 

5- Errar na frequência de envios

Enquanto você quer enviar suas mensagens o tempo todo, é preciso entender que o público não necessariamente quer isso. Você precisa descobrir qual é a frequência que sua audiência quer receber seu material. Em alguns casos, uma vez por semana é suficiente, em outros, dois ou três envios não chegam a ser um problema.

Importante também que, a partir do momento que você determina uma frequência fixa, você precisa se manter nela. É preciso cuidar para não atrasar seus envios, ou deixá-los irregulares. Uma audiência que não recebe envios constantes, vai começar a se esquecer de sua concessionária. E todo o trabalho foi perdido.

6- Comprar listas de emails

A compra da lista de e-mails já foi uma prática bastante comum

Antigamente o pensamento, quando se tratava de e-mail marketing, era que quanto mais pessoas recebessem suas mensagens, maiores seriam suas chances de converter negócios. Esse pensamento já está ultrapassado hoje, pois o objetivo é mandar mensagens para quem tem interesse em recebê-las, não para “qualquer um”.

Por isso sempre alertamos sobre a necessidade de higienizar sua base de dados, para garantir que você não está enviando seu material para pessoas desinteressadas, que não abrem e prejudicam sua reputação. Qual é o problema de uma má reputação? Ser enviado direto para a caixa de spam, e você não quer isso!

7- Envios de imagens pesadas

Apesar das melhorias nos planos de internet e na velocidade disponível para o público, criar e-mails com imagens muito pesadas, gifs e outros ainda não é uma boa ideia. Porque o sinal pode estar comprometido, porque elas podem demorar para carregar, entre outros. Se o usuário não puder ler a mensagem no momento em que ela for aberta, ele não vai esperar. 

Mailtop

A Lead Force recomenda o Mailtop, uma ferramenta de marketing digital especializada em disparo de campanhas de e-mail marketing. Ela foi desenvolvida com foco no mercado automotivo, capaz de atender as demandas desse segmento.

De fácil uso, você consegue personalizar os templates responsivos apenas clicando e arrastando elementos. Ela oferece diversas opções de fluxos de automação, bem como um banco de imagens bastante completo. 

Conheça o Mailtop



Lead Force

A Lead Force é uma empresa de Marketing Digital especializada em Performance com foco em: Captação, Gestão e Conversão de Leads.

       

Receba o nosso conteúdo